Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 15 de setembro de 2012

Instituto Lohan 

Marciano Dobner
O caminho do Shaolin Kung Fu não é fácil, é preciso de muito treino, dedicação, concentração, é preciso elevar nossa força de vontade ao máximo. O caminho de Shaolin é árduo e requer muito por parte do praticante. E hoje posso dizer que aprendi isso com o Instituto Lohan nesse tempo que estive treinando no Instituto, não só com o Shifu Luís Mello, mas com todos os guerreiros de Lohan, todos sem exceção me receberam muito bem, verdadeiros conhecedores do Kung Fu de Shaolin e seus fundamentos, são professores atenciosos, que ensinam não só artes marciais, mas valores, respeito e como se portar diante da vida.

Instituto Lohan
 
 Eu treinei pouco tempo, mas com certeza muito para esse tempo curto, com certeza foi um ótimo investimento, ótima estádia, pude participar de várias aulas, fazer novas amizades conhecer um pouco mais sobre a cultura chinesa e volto para casa sabendo que os ensinamentos no Instituto Lohan só agregaram valores não só para os meus treinos, mas para minha vida também.

Instituto LohanInstitutolohan

Venham treinar e conhecer o VERDADEIRO Shaolin Kung Fu e aprendam valores que levarão para a vida toda. Uma viagem de mil léguas começa com o primeiro passo, e me sinto feliz que meu caminho tenha começado por aqui. Xie Xie !

 Marciano Dobner Pereira

  Instituto Lohan

sexta-feira, 6 de julho de 2012

A Ilusão, a verdade e a transcendência!




Ordinariamente quando analisamos um profissional seja qual for a sua área, poucas vezes nos atentamos as noites mal dormidas, os sacrifícios que foram exigidos e as dificuldades que experimentou antes que atingisse o sucesso, e com o Wushu não é diferente; poucos tomam o conhecimento de quanto o trabalho é árduo e demorado.

Inicialmente o Wushu entrou na minha vida como uma atividade física buscando manter a minha saúde e também para adquirir técnicas de defesa. Dois anos e oito meses depois de Lohan o pensamento mudou, e muito. Realmente perdi os meus quilos extras, mas restringir essa arte marcial milenar a isto é um ultraje, é a subversão do Kung Fu.



Apesar de já ter treinando Muay thai no passado, nunca imaginei que conseguiria superar tudo aquilo pelo que passei no meu primeiro ano de Lohan. Toda a fantasia e mito que envolve a prática do Wushu foram por água abaixo assim que entrei em contato com a verdade, pois no treinamento não há mágica, não há meio termo, ou consegue ou não consegue.

Aprendi no Lohan a ter paciência e ser perseverante, pois assim como para ser um profissional de sucesso é necessária muita determinação, para praticar o verdadeiro Kung Fu é preciso um treino sincero e forte, temperado com sangue suor e lágrimas.




As mudanças vão ocorrendo de dentro para fora. O Wushu transcende a escola e abarca a sua vida, que passa a ser pautada de uma forma diferente. Assim a mensagem que deixo para aqueles que entram é: jamais desistam e sejam fortes, porque na verdade o segredo e o mistério do  Kung Fu é simplicidade.



Carlos Menichelli Junior.

FACEBOOK
https://www.facebook.com/carlos.menichellijunior
E-MAIL
carlos.menichellijunior@facebook.com